Notícias

Autorizado NOVO SAQUE acima de R$ 2.199 para milhares de brasileiros; saiba como receber

Milhares de brasileiros poderão receber o novo abono do INSS de até R$ 2.220. É necessário entender quais beneficiários tem direito ao saque.

Os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberam uma notícia animadora neste mês de maio: o valor dos benefícios pode chegar até R$ 2.220 com o pagamento da segunda parcela do 13º salário. Este aumento significativo representa um alívio financeiro para milhões de idosos em todo o Brasil.

INSS autoriza saque de até R$ 2.220 para milhões de beneficiários. Veja quem tem direito! (Foto divulgação)

Quem tem direito ao novo saque?

Neste mês de maio, uma excelente notícia foi divulgada para os beneficiários do INSS: a segunda parcela do 13º salário será liberada, podendo aumentar o benefício para até R$ 2.220. Este valor adicional é uma antecipação do governo para ajudar a estimular a economia e proporcionar um alívio financeiro para milhões de brasileiros.

O aumento no benefício será oferecido a 33,7 milhões de brasileiros. O INSS está liberando a segunda parcela do 13º salário, que foi antecipado mais uma vez pelo Governo Federal. Tradicionalmente pago no segundo semestre, o abono tem sido adiantado desde a pandemia da Covid-19 para estimular a economia.

A primeira parcela, correspondente a 50% do valor total, foi paga em abril, enquanto a segunda parcela será liberada entre maio e junho, com o desconto do Imposto de Renda.

A segunda parcela do 13º salário pode ter um valor menor que a primeira devido aos descontos de impostos. Em abril, os beneficiários receberam 50% do valor total do abono, e agora, receberão o valor restante. Importante destacar que os inscritos no Benefício de Prestação Continuada (BPC) não têm direito ao 13º salário.

O pagamento também é destinado aos beneficiários de auxílios temporários como o auxílio-doença e o salário-maternidade, sendo que no caso do salário-maternidade, o depósito é feito na última parcela do benefício.

Quem receberá até R$ 2.220 do INSS?

Terão direito ao depósito extra do INSS em 2024 os beneficiários que recebem:

  • Auxílio por incapacidade temporária
  • Auxílio-acidente
  • Aposentadoria
  • Pensão por morte
  • Auxílio-reclusão

O calendário de pagamentos já foi divulgado pelo Governo Federal. Os beneficiários devem ficar atentos às datas para garantir o recebimento do abono. Esta medida visa proporcionar um suporte financeiro adicional aos segurados do INSS, auxiliando no equilíbrio do orçamento familiar.

Com o valor extra, muitos beneficiários poderão aliviar suas finanças e garantir maior segurança econômica. É fundamental acompanhar as informações oficiais e estar atento às datas para não perder o benefício.

Como se candidatar aos benefícios do INSS?

Para se candidatar aos benefícios do INSS, o primeiro passo é reunir a documentação necessária. Os documentos básicos incluem RG, CPF, comprovante de residência, carteira de trabalho e documentos que comprovem a condição específica para o benefício solicitado, como atestados médicos no caso de auxílio-doença ou laudos para aposentadoria por invalidez. Com esses documentos em mãos, é possível agendar um atendimento pelo site ou aplicativo Meu INSS ou diretamente em uma agência do INSS.

O processo de solicitação pode ser feito de forma online através do Meu INSS. Após acessar a plataforma, o usuário deve clicar em “Novo Pedido” e seguir as instruções para o benefício desejado. O sistema permite acompanhar o andamento da solicitação e verificar se há necessidade de comparecimento a uma agência para complementar a documentação ou realizar uma perícia médica. É importante manter os dados pessoais atualizados e responder prontamente a qualquer solicitação adicional do INSS para garantir a aprovação do benefício.

voltar

Links Úteis

Indicadores diários

Compra Venda
Dólar Americano/Real Brasileiro 5.381 5.3823
Euro/Real Brasileiro 5.8359 5.8439
Atualizado em: 12/06/2024 13:27

Indicadores de inflação

03/2023 04/2024 05/2024
IGP-DI -0,30% 0,72%
IGP-M -0,47% 0,31% 0,89%
INCC-DI 0,28% 0,52%
INPC (IBGE) 0,19% 0,37%
IPC (FIPE) 0,26% 0,33% 0,09%
IPC (FGV) 0,10% 0,42%
IPCA (IBGE) 0,16% 0,38%
IPCA-E (IBGE) 0,36% 0,21% 0,44%
IVAR (FGV) 1,06% 1,40%